Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
39401 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 28/12/2016
Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso
Cassionei Niches Petry

+ de 2400 Acessos

“Não se lê Lúcio impunemente”, afirma André Seffrin no prefácio à edição conjunta das novelas Mãos vazias e O desconhecido. Lúcio Cardoso é um escritor da angústia, de personagens angustiados e de leitores que se angustiam. Saímos de seus livros nos sentindo condenados por vivermos felizes em mundo em que a miséria humana está sempre presente ou a nossa porta ou dentro mesmo dos nossos lares.

Mãos vazias foi publicada em 1938. Inicia com a espera de uma morte que acaba acontecendo logo nas primeiras páginas e é dolorida por se tratar da morte de uma criança. Luisinho, seis anos de idade, é filho de Ida e Felipe. Ela, até os últimos momentos de vida do menino está ao seu lado, numa dedicação extrema. O pai, por sua vez, apenas demonstra certa tristeza e desespero pelo que acontece. Quando a criança enfim se vai (e escrevo estas linhas num Dia de Finados) devido à tuberculose, Ida demonstra mais tranquilidade, frieza até, tanto que acaba fazendo sexo com o médico do filho logo depois de seu enterro. (Na adaptação cinematográfica da obra, o diretor Luiz Carlos Lacerda realiza a cena na mesma cama onde está, coberto por um lençol, o corpo do menino.) Já Felipe entra em mais desespero ainda, porém, parece, talvez apenas para demonstrar aos outros, principalmente aos vizinhos, seus sentimentos.

É o estopim para que Ida passe a externar seu desprezo pelo marido e deseja se libertar, saindo de casa, não sem antes revelar para o marido que dormiu com o médico. O marido não acredita em princípio, o que a deixa mais indignada com ele, sua falta de atitude, seu conformismo, sua mediocridade. “Queria-o mais ríspido, imaginava proezas que o pobre Felipe nunca chegaria a realizar. Nem sequer seria capaz de compreender o seu pensamento, quando chegasse a descobrir os estranhos desejos que a perturbavam.” É contra o conformismo que a protagonista mais se revolta, como nesse diálogo com sua melhor amiga: “- Ana, é possível que você viva conformada com a sua existência? (...) - Tenho marido. De que mais preciso?”

O desconhecido, de 1940, relata a história de um forasteiro que chega a uma fazenda procurando trabalho. “Batizado” pela proprietária de José Roberto (não ficamos sabendo do seu nome verdadeiro), mesmo nome de um falecido capataz da propriedade, é um estranho numa terra estranha, parafraseando o título de um romance de ficção científica. Pois esse “alien” desestabiliza ainda mais o lugar. A dona, a velha Aurélia, é dominadora e explora seus empregados, inclusive sexualmente. Expulsa a filha da empregada Elisa por ciúmes de sua beleza (“Essa menina é uma negação da minha própria existência.”) e ainda impede a mãe de vê-la. O cocheiro Miguel deixa os cachorros com fome para dominá-los e sente inveja do desconhecido, que pode lhe roubar os privilégios que tem com a velha. Já outro empregado, Paulo, namora às escondidas com a filha de Elisa que está morando em uma igreja próxima e deseja fugir com ela. José Roberto divide com ele a mesma cabana, o ensina a ler e parece ter uma atração homoerótica pelo discípulo, que parece sentir o mesmo, e tudo isso os deixa muito angustiados: “Nesse instante, ambos estavam tão próximos que um sentia no rosto a respiração do outro. E sem saber por que, ambos compreenderam que já não havia entre eles nenhuma hostilidade e que, ao contrário, alguma coisa poderosa como o instinto os tinha unido, como se, colhidos pela engrenagem de um fato misterioso e inesperado, devessem lutar juntos para se libertarem.” A condição sexual do protagonista, ao que parece, é a provável justificativa para ter saído de sua casa para buscar trabalho longe da cidade.

Vale ressaltar que o próprio Lúcio Cardoso vivia essas angústias enquanto escrevia a novela, conforme relatou em seu diário pessoal: “Os sentimentos que então me agitavam, a paixão desnorteada, a falta de caminho – ah, coisas da idade! – enquanto escrevia uma novela (O desconhecido) onde tentei lançar, encoberto, um pouco de tudo o que então me perturbava... e não era aquilo uma simples manifestação de vida, infrene e cega, do meu sangue, tumultuado e forte, manifestando por todos os modos sua vontade de existir e de criar?” Difícil aqui separar autor e personagem. E o leitor, de certa maneira, sofre junto com eles.


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 28/12/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
02. E por falar em aposentadoria de Fabio Gomes
03. A noite do meu bem, de Ruy Castro de Julio Daio Borges
04. Inimigos da política de Celso A. Uequed Pitol
05. Hitler e outros autores de Marta Barcellos


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2016
01. O suicídio na literatura - 13/4/2016
02. Ler para ficar acordado - 18/5/2016
03. Proibir ou não proibir? - 10/2/2016
04. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso - 28/12/2016
05. Notas confessionais de um angustiado (V) - 26/10/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




REVISTA SAPERE AUDI
DIVERSOS
PUCMINAS
(2011)
R$ 30,00



A LUNETA MÁGICA
JOAQUIM MANUEL DE MACEDO
PAULUS
(2008)
R$ 6,90



ESTRANHOS PERSONAGENS
GWEN MOFFAT
FRANCISCO ALVES
(1979)
R$ 7,90



CONSENSOS E CONTROVÉRSIAS
CELI SCALON, GLÁUCIA VILLAS BÔAS, TOM DWYER
TOMO EDITORIAL
(2011)
R$ 32,00



O ROMANCE DA CIÊNCIA 2 A EDIÇÃO
H. GORDON GARBEDIAN
LIVRARIA JOSÉ OLYMPIO
(1944)
R$ 6,47



A VACA FOI PRO BREJO THE COW WENT TO THE SWAMP
MILLÔR FERNANDES
RECORD
(1998)
R$ 10,00



MEU PAI, ACABARAM COM ELE (LITERATURA INFANTO-JUVENIL)
LUIZ CLAUDIO CARDOSO
SCIPIONE
(1997)
R$ 4,00



LA VIE SEXUELLE DE CATHERINE M.
CATHERINE MILLET
SEUIL
(2001)
R$ 50,00



MISTERIOSO
CHRISTINA LAUREN; MAURICIO TAMBONI
UNIVERSO DOS LIVROS
(2015)
R$ 15,00



VIDAS ILUSTRES
HENDRIK WILLEM VAN LOON
GLOBO
(1945)
R$ 12,50





busca | avançada
39401 visitas/dia
1,4 milhão/mês